As Leis do Amor

Pratique as Leis do Amor e Renove a Energia do seu Lar
Access

Para iniciarmos, peço que pense em sua família e na importância que ela representa para você. Atente se às memórias e aos sentimentos que se destacam com esse assunto. Escolha uma palavra, ou sentimento que represente a sua família em sua vida. Embora eu não te conheça e não saiba a sua resposta, acredito que a família seja essencial em sua vida pois faz parte da sua história.

É através dessas pessoas que nos acompanham desde o início que nos estabelecemos como seres humanos, aprendemos que as pessoas são diferentes, moldamos nossos caráter e também experienciamos a troca de amor e carinho.

Conflitos e desentendimentos são comuns neste convívio, por possuirmos personalidades, gostos e pensamentos distintos.

Se você se identificou de alguma maneira com os relatos familiares citados acima e busca harmonia e bem-estar em suas relações, conheça as leis do amor e como elas podem ser aplicadas para desenvolver o seu autoconhecimento e fortalecer as suas relações.

LEIS DO AMOR OU LEIS DA VIDA

As leis do amor foram criadas por Bert Hellinger, um filósofo e psicoterapeuta alemão fundador de um método terapêutico original intitulado Constelação Familiar sistêmica. Esta técnica relata a influência dos relacionamentos familiares em nossa vida.
Com base na Constelação Familiar Bert nomeou três leis, que segundo ele desde sempre regem o mundo e possibilitam harmonia e clareza se praticadas diariamente. São elas: Lei do pertencimento, Lei da Ordem e Lei do Equilíbrio

LEI DO PERTENCIMENTO

Nos ensina que cada membro da família possui o igual direito de pertencer ao sistema familiar. Se um membro for excluído, acontecerá um desequilíbrio capaz de afetar todos os membros. Ou seja, para garantirmos o direito ao pertencimento, precisamos adotar a postura do não julgamento.
Ao julgar alguém nos consideramos superiores a esta pessoa e esquecemos que também estamos vulneráveis a falha.

COMO PRATICAR A LEI DO PERTENCIMENTO

Escolha conscientemente reagir em qualquer circunstância sem julgar ou criticar. Desenvolva o hábito de agir com empatia e compaixão, afinal somos todos humanos e podemos cometer erros.

  • Encare as diferenças ou dificuldades alheias como desafio pessoal. Só você pode escolher como agir, reagir ou sentir diante de qualquer circunstância. Essas atitudes desenvolverão a união e ela trará força a todo o sistema.
  • Atente-se aos seus pensamentos e atos. Quando se perceber julgando ou criticando, coloque se no lugar do outro e imagine como se sentiria sendo alvo dos próprios julgamentos. Lembre-se que você pode escolher não julgar.
  • Abandone o preconceito de qualquer ordem. Todos têm direito de viver e agir conforme o que acreditam, mesmo sendo oposto aos seus ideais. Você não precisa concordar com tudo, apenas respeite o modo como as pessoas pensam e agem. Você só é responsável pelas suas ações. 

LEI DO EQUILÍBRIO

Nos ensina a manter o equilíbrio entre o dar e o receber. Quando damos em excesso em qualquer relação aprisionamos o outro.
Ao encontrar o equilíbrio entre as trocas, garantimos o fluxo, fazendo a vida fluir de forma dinâmica.

COMO PRATICAR A LEI DO EQUILÍBRIO

Atente-se aos seus relacionamentos. Você se dedica mais doando o seu tempo, dando carinho e atenção aos outros ou se concentra mais em cobrar atitudes e ações? Atenção e consciência são fundamentais para escolher o que te aproximará do amor e da evolução.

Observe sua reação quando lhe oferecem algo, como uma ajuda, atenção ou carinho. Você consegue aceitar com amor e reconhecimento ou age com indiferença, demonstrando não precisar de ninguém? Questione se, nem sempre nossos hábitos nos ajudam, muitas vezes são praticados inconscientemente e acabam prejudicando nos relacionamentos.
Ensine seus filhos a agradecer. Assim receberão gratidão.

LEI DA ORDEM

Também chamada de Lei da Hierarquia, consiste em entender e respeitar que cada um possui seu lugar e deve ocupá-lo. Ou seja quem nasceu ou veio primeiro tem prioridade sobre aquele que nasceu ou veio depois em seu sistema familiar.
Assim os mais velhos são responsáveis por cuidar e orientar seus os mais novos e os mesmos devem respeitar os mais velhos.

COMO PRATICAR A LEI DA ORDEM

  • Respeite e ensine as crianças a honrar a hierarquia, destacando a importância de ser gentil com os mais velhos. 
  • Pratique boas ações, como por exemplo, oferecendo ajuda para carregar sacolas, cedendo a cadeira ou banco do ônibus, etc. 
  • Lembre que os mais velhos também possuem responsabilidades a serem praticadas, principalmente os pais, que devem amar, cuidar , educar, nutrir e tornar-se bons exemplos a serem seguidos pelos mais novos.
  • Evite discutir perto das crianças ou envolvê-los nos assuntos dos mais velhos.
  • Respeite a ordem em todos os momentos, como por exemplo ao pedir a opinião dos filhos, inicie perguntando ao mais velho e depois aos mais novos. 
  • Na hora de dormir conduza da mesma maneira, colocando para dormir primeiro o mais novo. Você irá se impressionar com o progresso que essas atitudes causarão na relação entre os irmãos. 
  • Ensine as crianças a respeitarem-se desde cedo, deixando claro a ordem entre os irmãos mesmo com pouca diferença de idade. Muitos desentendimentos e sofrimentos entre irmãos são consequência da falta de limite por parte dos pais com os filhos mais novos em relação aos mais velhos. 
  • Procure incluir de alguma forma os filhos que não nasceram ou morreram precocemente em momentos familiares, como por exemplo celebrando seu aniversário. Evite excluí-los ou fazer de conta que nunca fizeram parte da sua família. 

Exercitando diariamente com atenção estas três leis você encontrará o amor que tranquiliza, que ensina e favorece o crescimento dos seus filhos com equilíbrio e sabedoria. Facilitando assim o caminho deles rumo ao sucesso.

Eu sei que não é fácil, pois alguns hábitos nos acompanham a muito tempo e se manifestam sem que percebamos. Mas lembre-se que você pode escolher como agir. Escolha a evolução como propósito de vida e com certeza encontrará um caminho para alcança-lá. 

Expandindo a Consciência com Barras de Access